Fome Emocional: O que fazer?Fome Emocional: O que fazer?Fome Emocional: O que fazer?

Fome Emocional: O que fazer?

Fome Emocional: O que fazer?

 

Por que será que ficamos com fome quanto estamos nervosos? Isso se chama fome emocional. Mas o que é isso afinal? A fome é emocional é uma compulsão alimentar causada pelo nosso estado emocional. Assim, quando estamos nervosos, ansiosos, estressados ou pressionados, nosso organismo desperta a vontade de comer, mesmo não estando de fato com fome.

Por que isso acontece?

Isso acontece porque essas emoções negativas sinalizam um problema para o cérebro, que como reflexo avisa o nosso organismo que estamos com fome a fim de combater essas emoções com estímulos positivos causado pela ingestão de alimentos que nos deixem felizes.

Quais são os perigos?

Apesar disso, ser algo comum, que todos nós já passamos e experienciamos em nossas rotinas, existe um perigo, quando esse comportamento se torna recorrente e incontrolável. Isso pode causar a pessoa a ganhar peso e isso gere inúmeros problemas para a saúde, como obesidade, colesterol alto, pressão alta, diabetes, entre outros. Além disso, é comum que muitas pessoas com essa condição acabam entrando em um ciclo vicioso em que se sentem mal por comer quando não precisam e para aliviar ou se livrar desse sentimento de culpa continuam a comer mais ainda.

Então como podemos combater a fome emocional?

Existem algumas medidas que podem ser tomadas nas ocasiões em que você percebe que se trata da fome emocional. Nesses casos, você pode treinar o auto controle, meditando e procurando se concentrar em suas tarefas diárias. Caso ainda não consiga, é melhor optar por alimentos mais saudáveis e em pequenas porções como frutas ou barras de cereal, ao invés de consumir alimentos açucarados, gordurosos e industrializados. Dessa forma você consegue controlar gradativamente esses desejos.

Porém, essas são apenas medidas paliativas. O mais importante é tratar o problema pela raiz, porque enquanto você não souber lidar com essas emoções que fazem parte da nossa rotina e vida, você continuará a cair nos mesmos hábitos que serão cada vez mais prejudiciais a sua saúde. Por isso é importante procurar profissionais especializados em tratar dessa condição, buscando o apoio na terapia para encontrar uma solução a esses questionamentos internos.

Esperamos que esse artigo tenha ajuda a dar o primeiro passo para vida mais saudável. Se você gostou e gostaria de ver mais conteúdos como este, siga nossas redes sociais e nos acompanhe por lá! :)

Compartilhe

E-mailInstagramFacebook